Trabalhos e oportunidades relacionados a dados abertos e tecnologias cívicas

Este tópico pode ser usado para divulgadas vagas de trabalho que estejam relacionadas de alguma forma com dados abertos. Podem ser, por exemplo, na área de políticas públicas ou advocacy por dados abertos ou transparência pública, ou ainda, em atividades de caráter mais técnico, acadêmico ou jornalístico, por exemplo, desde que estejam voltadas para o uso de dados abertos.

A ideia é que o espaço seja usado apenas para posições de trabalho que tenham alguma relação com dados abertos ou com tecnologias cívicas. Para algumas atividades, como análise de dados, ciência de dados, engenharia de dados e outras que utilizam dados em geral (não necessariamente abertos), já existem muitos outros canais na internet. Por outro lado, se essas atividades forem exercidas primariamente no uso ou na promoção do uso de dados abertos, ou ainda, para construir tecnologias cívicas, então está dentro do escopo.

A preferência é para vagas localizadas no Brasil, ou ainda, localizadas no exterior mas para trabalho remoto.

A ideia surgiu do fato de não conhecermos um local existente para procurar vagas nessas áreas de atuação, que estão relacionadas à temática do fórum. Por isso, esse escopo definido não necessariamente precisa ser uma regra rígida – aceitamos sugestões de ajustes nessas regras também.

Informações mínimas a incluir em um anúncio de vaga:

  • nome da empresa ou organização
  • título da posição
  • local (cidade) de trabalho e se aceita remoto ou não
  • prazo para candidaturas
  • link
2 Curtidas
  • nome da empresa: open knowledge brasil
  • título da posição: pessoa avaliadora de transparência da Covid-19
  • local: pelo que entendi, acho que é remoto
  • prazo para candidaturas: 23/07/2020
  • link

A Open Knowledge Brasil busca pessoas para integrar o grupo de avaliação de seu Índice de Transparência da Covid-19 . Uma vez por semana, por meio período, o grupo será responsável por coletar e sistematizar dados de portais de estados e de capitais, sob supervisão da Coordenadoria de Pesquisa e Advocacy da OKBR. Inicialmente por um período de 2 meses, a partir de agosto, com possibilidade de prorrogação. Candidaturas de Pessoas Embaixadoras de Inovação Cívica da OKBR serão priorizadas, e critérios de diversidade racial e de gênero serão levados em consideração. Inscrições devem ser feitas neste link , preferencialmente até o dia 23/07.

1 Curtida

Não é exatamente uma vaga, mas um link que pode ajudar: existe um grupo no Telegram chamado Negócios com Dados Abertos (ainda tem pouca gente).

1 Curtida

Open Knowledge Brasil busca pessoa coordenadora de Advocacy e Pesquisa

Vaga – Coordenação de Advocacy e Pesquisa

A Open Knowledge Brasil busca uma pessoa para desempenhar atividades de desenvolvimento e de coordenação de seu programa de Advocacy e Pesquisa, cumprindo carga de 40 horas semanais, por 6 meses (prorrogáveis), em trabalho principalmente remoto, com início a partir de outubro de 2020. Critérios de diversidade racial e de gênero serão especialmente valorizados. Inscrições devem ser feitas por meio deste link até o dia 23/09/2020.

Responsabilidades da pessoa contratada

  • organizar, sugerir e promover metodologias de abertura de dados governamentais e de proteção de dados pessoais em instituições públicas;

  • realizar análises comparativas de níveis de maturidade de políticas de transparência no setor público;

  • incentivar e apoiar as administrações públicas no processo de abertura de diários oficiais;

  • ampliar rede de pesquisadores(as) parceiros(as);

  • mapear e fortalecer a atuação de entidades de governo aberto;

  • participar de encontros de redes de advocacy às quais a OKBR seja filiada, documentando essas atividades;

  • gerir os projetos e a equipe do programa;

  • auxiliar na elaboração de propostas de financiamento e de prestação de contas dos projetos do programa;

  • auxiliar na organização de eventos relacionados ao programa.

Requisitos da vaga

  • graduação completa em gestão pública, comunicação, ciências sociais ou áreas correlatas;

  • experiência comprovada em ações e/ou projetos de advocacy;

  • experiência comprovada em ações e/ou projetos relacionados a governo aberto e transparência;

  • excelente capacidade de comunicação oral e escrita, de gestão de projetos e de organização pessoal;

  • nível avançado de proficiência em língua inglesa;

  • possibilidade de emitir nota fiscal em seu nome (MEI) ou de alguma empresa da qual faça parte.

Desejável

  • experiência comprovada em projetos de pesquisa acadêmica;

  • experiência comprovada junto ao setor público;

  • residência na cidade de São Paulo ou adjacências;

  • alguma proficiência em língua espanhola.

Modelo de contratação: Pessoa Jurídica.
Remuneração: de acordo com o grau de experiência.
Período de contrato: 6 meses, com possibilidade de prorrogação.

Open Knowledge Brasil busca pessoa coordenadora de Advocacy e Pesquisa | Open Knowledge Brasil
https://www.ok.org.br/noticia/open-knowledge-brasil-busca-pessoa-coordenadora-de-advocacy-e-pesquisa/

1 Curtida

A Unesco abriu vagas para a contratação de especialistas em dados abertos para atuar junto à CGU:

https://www.gov.br/cgu/pt-br/governo-aberto/noticias/2020/10/unesco-contrata-especialistas-em-dados-abertos

Confira o edital:

https://www.in.gov.br/web/dou/-/edital-n-3/2020-281091899

E mais informações sobre as vagas:

Só não vale para servidores e empregados públicos, conforme o edital:

Em atenção às disposições do decreto nº 5.151, de 22/07/2004, é vedada a contratação, a qualquer título, de servidores ativos da Administração Pública Federal, Estadual, do Distrito Federal ou Municipal, direta ou indireta, bem como empregados de suas subsidiárias ou controladas, no âmbito dos projetos de cooperação técnica internacional.

2 Curtidas

Não sei se alguém saberia em responder, mas fiquei em dúvida: essas vagas normalmente são preenchidas por candidatos que satisfazem todos os requisitos indicados no edital?

  1. Experiência profissional: No mínimo, 03 anos de experiência comprovada em desenvolvimento e/ou gestão de soluções tecnológicas com uso de dados abertos.

Fico me perguntando quantas pessoas no Brasil satisfazem esse requisito.

Creio eu que um número razoável de pessoas, considerando que políticas de dados abertos têm sido implantadas, nos últimos 10 anos, nas esferas federal, estadual e municipal e em todos os poderes. Entretanto, em sua maioria, provavelmente são servidores públicos, o que é incompatível com a cláusula do edital (na verdade, da lei) que veda a participação de servidores. E esses dificilmente abririam mão da sua condição de estabilidade, em um momento de crise, para assumir uma posição temporária como essa. Por isso, na prática, não espero que haja muitos candidatos que preencham todos os requisitos.

Verdade, não tinha pensado nos servidores. Muito obrigado pela resposta.

Repassando: (repassado pelo @Bruno no grupo do Telegram)

Olá, pessoal, tudo em paz?

Estamos com uma vaga em aberto, de desenvolvedor pleno, na seção responsável pelos Dados Abertos, pelo sistema de automação junto ao YouTube e pela área de comunicação do Portal da Câmara.

Estamos buscando especialmente candidatos com bons conhecimentos e experiência em desenvolvimento PHP de temas e plugins para Wordpress.

Contam pontos conhecimentos em Java e SQL (SQLServer, MySQL/MariaDB e Oracle principalmente), experiência com uso de virtualização e contêineres, conhecimentos de JS em frontend ou Node.JS, noções de padrões de arquitetura e design de software, conhecimento dos processos e/ou dados legislativos e facilidade de comunicação.

Já estamos fazendo entrevistas, então pedimos aos interessados que se prontifiquem logo. Quem quiser pode enviar o currículo para dadosabertos.ditec@camara.leg.br . Obrigado!

1 Curtida